Cidades

Pesquisa financiada pela Fapeg identifica variante delta do coronavírus, em Goiânia

Publicado

em

A variante delta é mais infecciosa do que as outras mutações do coronavírus difundidas anteriormente

Mutação foi detectada em amostra de paciente de 18 anos. Sequenciamento de genomas é ferramenta importante no monitoramento da evolução do vírus e sua dispersão na pandemia. Estudo responsável pela descoberta foi selecionado em chamamento público realizado pelo Governo de Goiás. Governador Ronaldo Caiado destaca importância do trabalho científico para superar crise sanitária. “A ciência está acima de tudo e salvou milhões e milhões de pessoas”, afirma.

A variante delta do coronavírus (linhagem B.1.617.2), identificada pela primeira vez na Índia, foi encontrada em Goiânia. A mutação foi detectada em amostra de uma paciente de 18 anos. O fato foi comunicado, nesta sexta-feira (18/06), à Secretaria Municipal de Saúde da capital para que sejam realizadas as ações de vigilância e tomadas as providências para o rastreio de contato.

O sequenciamento genético foi realizado pela equipe da bióloga Mariana Pires de Campos Telles, professora da Pontifícia Universidade Católica (PUC Goiás) e da Universidade Federal de Goiás (UFG), que coordena uma pesquisa sobre o “Mapeamento das variações genéticas do Coronavírus (Sars-Cov-2) em Goiás”.

O estudo foi um dos selecionados em um chamamento público feito pelo Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Inovação (Sedi) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg), com o objetivo de identificar projetos e inovação em todas as áreas do conhecimento produzidas no Estado, que pudessem contribuir para reduzir os impactos da pandemia de Covid-19. O governador Ronaldo Caiado lembrou a importância do trabalho científico para superar a crise sanitária. “Eu falo como médico, a ciência está acima de tudo, é essa ciência que salvou milhões e milhões de pessoas”, enfatizou.

A iniciativa buscou direcionar os esforços e os recursos para a viabilização de ações estratégicas. Além disso, conta também com o apoio financeiro, de recursos humanos e logístico do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Ecologia, Evolução e Conservação da Biodiversidade (INCT EECBio).

O sequenciamento genômico foi realizado em 62 amostras coletadas em Goiânia, em diferentes datas. Neste conjunto de amostras, também foi identificada a variante gamma, conhecida como P1, já encontrada em sequenciamentos anteriores.

A pesquisadora Mariana Telles explica que o sequenciamento é uma ferramenta importante no monitoramento da evolução do genoma do vírus e da sua dispersão em uma epidemia. “Essas informações são importantes para traçar a velocidade com que o vírus tem acumulado mutações ao longo do tempo e se modificado, a velocidade com que tem se espalhado, além de outras informações relevantes para as tomadas de decisão do poder público”, explica. Ela ressalta a necessidade de manter as medidas de segurança e a urgência em vacinar o maior número possível de pessoas.

A variante
A variante delta é mais infecciosa do que as outras mutações do coronavírus difundidas anteriormente. Testes de laboratório sugerem que ela se multiplique mais no organismo, e estima-se que o risco de infectar membros da própria família seja 60% maior, de acordo com uma análise divulgada pela autoridade sanitária britânica Public Health England (PHE). O que aumenta o risco para pessoas imunizadas apenas com a primeira dose da vacina.

A professora pesquisadora Dra. Mariana Pires de Campos Telles é bióloga, coordenadora do projeto de pesquisa, mestre em genética e melhoramento de plantas e doutora em ciências ambientais. Ministra diversas disciplinas na graduação e pós-graduação, entre elas, genética molecular, biotecnologia e algumas disciplinas instrumentais e técnicas, como sequenciamento de DNA e RNA, na UFG e na PUC Goiás.

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) – Governo de Goiás
Comentários do Facebook
Continue lendo

Cidades

Meteorologia explica massa de ar polar que atingirá o Brasil

Publicados

em

Temperaturas mínimas ficarão entre -6ºC e -8ºC em algumas regiões

 

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) vem atualizando informações sobre a nova massa de ar polar que causará “frio intenso” nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e no sul da Região Norte entre os dias 28 de julho e 1º de agosto.

Segundo meteorologistas, as temperaturas começam a declinar de forma acentuada a partir de hoje (27) no Rio Grande do Sul. A frente fria deverá trazer chuvas para os três estados da Região Sul, estendendo-se também ao sul de Mato Grosso do Sul para, amanhã (28), chegar em algumas localidades do Sudeste, como o leste de São Paulo, o sul de Minas Gerais e, em seguida, no Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Em um vídeo disponibilizado no site do Inmet, a meteorologista Morgana Almeida informa que, eventualmente, em áreas de maior altitude, entre os dias 29 e 31, as temperaturas mínimas ficarão entre -6ºC e -8ºC. “Teremos, pelo menos durante três dias consecutivos, temperaturas máximas inferiores a 10ºC na Região Sul”, disse.

O Inmet acrescenta que, ainda no dia 28, a presença de um ciclone extratropical no Oceano Atlântico intensificará os ventos no litoral da Região Sul e também favorecerá a incursão de umidade nas serras gaúcha e catarinense.

“A combinação de umidade com o ar frio poderá favorecer a ocorrência de chuva congelada e/ou queda de neve nas áreas de maior altitude”, acrescenta a Meteorologia ao informar que persiste a previsão de que – entre os dias 28 e 31 de julho – o ar frio predominará por toda a Região Sudeste, Centro-Oeste e sudoeste da Amazônia Legal, ocasionando mais um episódio de friagem.

Entre os dias 30 de julho e 1º de agosto, a previsão é de que o ar frio avance sobre sul da Bahia e partes do interior da Região Nordeste, com “declínios de temperaturas entre 6ºC e 4°C, especialmente nas áreas de maior altitude”.

Destaques

Entre os destaques climáticos elencados pelo Inmet está a persistência de chance de “mais um evento de queda de neve” nas serras gaúcha e catarinense, de forma “fraca e bem isolada” entre os dias 28 e 29, não sendo descartada a possibilidade de chuva congelada ou neve na serra do Sudeste no Rio Grande do Sul.

Os dias mais críticos – em termos de menores temperaturas, mínimas e máximas na Região Sudeste – serão 29 e 30 deste mês, com mínimas entre -2°C e -5°C na Serra da Mantiqueira, divisa entre São Paulo e Minas Gerais e máximas abaixo de 15°C em parte da região, especialmente nas regiões metropolitanas de São Paulo e Belo Horizonte. “Também são previstas temperaturas negativas no sul do Mato Grosso do Sul e no sudeste de São Paulo”.

Geadas

Com relação a geadas, a Meteorologia informou que há previsão de “geadas amplas, que podem chegar com forte intensidade em algumas áreas, em todo interior do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, além do sul e sudoeste do Paraná e, com menores chances, de forma mais pontual e de menor intensidade, entre o noroeste do Paraná e o extremo sul do Mato Grosso do Sul”.

Há também previsão de “geada ampla” dia 29 em praticamente toda a Região Sul, sul de Mato Grosso do Sul e sudeste de São Paulo. Não está descartada a possibilidade de chuva congelada nas áreas de maior altitude da Serra da Mantiqueira, localizada na divisa entre São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

No dia 30, a previsão de geada se entende para todo o estado de São Paulo, sul, Campo das Vertentes, oeste, Triângulo e Alto Paranaíba em Minas Gerais. Na Serra da Mantiqueira, a geada poderá ter intensidade de moderada a forte. Há também possibilidade de geada, de forma mais isolada, no sul de Goiás.

Comentários do Facebook
Continue lendo

Cidades

Conselho Nacional de Trânsito restabelece prazos de vencimento da Carteira Nacional de Habilitação e de documentos de veículos

Publicados

em

Confira os prazos de renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e da Autorização para Conduzir Veículos Automotores (ACC).

Em Goiás, CNHs vencidas terão 12 meses para renovação. Documentos vencidos em 2020 têm cronograma específico. Prazos estavam suspensos por causa da pandemia de Covid-19

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicou na última sexta-feira (23/07), deliberação restabelecendo a contagem dos prazos de processos e procedimentos relativos aos órgãos e entidades prestadoras de serviços relacionadas ao trânsito. Também divulgou um cronograma estabelecendo data limite para a renovação de CNHs vencidas a partir do mês de março de 2020.

Os prazos estavam suspensos desde o ano passado devido ao período de pandemia. A Deliberação 232 do Contran, que entra em vigor no dia 2 de agosto deste ano, estabelece um cronograma escalonado.

Os condutores com CNHs vencidas entre março e abril de 2020 têm até 31 de agosto de 2021 para revalidar o documento. Carteiras vencidas entre maio e julho de 2020 deverão ser renovadas até 30 de setembro deste ano. Já habilitações vencidas em dezembro de 2020 podem circular até dezembro deste ano.

Os documentos de habilitação vencidos em 2021 terão 12 meses para a renovação junto ao Departamento Estadual de Trânsito de Goiás. Para efeitos de fiscalização de trânsito, a carteira vencida neste ano terá validade até o mês de aniversário em 2022.

O motorista com a CNH com validade até agosto de 2021, por exemplo, terá até agosto do próximo ano para renová-la. Os cronogramas abrangem CNHs, Permissão Provisória para Dirigir (PPD) e Autorização para Conduzir Veículos Automotores(ACC).

Prazos recursais
Na prática, a deliberação publicada no dia (23/07) revoga a Portaria 206 do Contran de março deste ano. Assim, vai impactar também sobre os prazos que atingem os infratores autuados por órgãos executivos de trânsito ou rodoviários do Estado de Goiás. Ela restabelece o prazo para a apresentação de defesa prévia e indicação de real condutor (transferência de pontuação). Também retoma o prazo para que os motoristas com notificação de penalidade já expedida possam apresentar recurso.

O Contran também determinou a retomada da multa de recibo. Ou seja, proprietários que adquirirem veículos a partir de 2 de agosto deste ano, voltam a ter 30 dias para efetuar a transferência, registro ou licenciamento, conforme preconiza o artigo 132 do Código de Trânsito Brasileiro.

Serviço:

A quem se aplica?
Aos condutores habilitados pelo Detran-GO; Aos veículos registrados ou que venham a ser registrados em Goiás; Às infrações de trânsito autuadas por órgãos executivos de trânsito ou rodoviário do Estado de Goiás.

O que muda?
Prazo para apresentação de recurso e indicação do condutor infrator estendido até 31/08/21 para notificações de penalidades já expedidas (com datas finais previstas para o período de 17/03/21 até 02/08/21); Prazo para apresentação de recurso estendido até 31/08/21 para notificações nos processos de suspensão do direito de dirigir e de cassação já expedidas (com datas finais previstas para o período de 17/03/21 até 02/08/21); O veículo novo adquirido entre 2 de março e 1º de agosto de 2021 deve ser registrado e licenciado até 31 de agosto de 2021; A transferência de propriedade de veículo adquirido entre 12 de fevereiro e 1º de agosto de 2021 deve ser efetuada até 30 de setembro de 2021.

Departamento Estadual de Trânsito – Governo de Goiás

Comentários do Facebook
Continue lendo

Cidades

Governo de Goiás investe mais de R$ 1,2 milhão para melhoria da estrutura das agências do Vapt Vupt só em 2021

Publicados

em

Com o valor, estão sendo realizadas ações como reformas e troca de mobília em algumas unidades, além da aquisição de mais de 1,2 mil novas cadeiras e troca de 1,5 lâmpadas

Com o objetivo de proporcionar mais conforto ao cidadão e maior qualidade na oferta de serviços públicos, o Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Administração (Sead), investiu, somente este ano, mais de R$ 1,2 milhão em ações que incluem reformas, substituição de mobiliário e melhorias fundamentais para o bom fluxo dos atendimentos, como instalação de novos aparelhos de ar condicionado e troca de lâmpadas. O titular da Sead, Bruno D’Abadia, aponta a adaptação dos espaços físicos como importante prática contínua para otimizar os atendimentos.

“Os investimentos são resultado das iniciativas de controle de gastos e redução de despesas dentro da secretaria. Assumimos, em 2019, um programa arcaico e sucateado, mas estamos conseguindo revolucionar os serviços, processo que inclui modernização dos canais, capacitações e mais conforto nas unidades”, enfatiza.

O governador Ronaldo Caiado já entregou duas unidades completamente revitalizadas esse ano: Goianira e Anashopping, em Anápolis. Até o fim de agosto, outras quatro agências serão reinauguradas: Formosa, itauçu, Morrinhos e Santo Antônio do Descoberto. O investimento para essas reformas supera R$ 500 mil. Em breve, os postos de atendimento de Caldas Novas, Iporá, Alexânia, Ipameri, Posse, Cristalina, Pires do Rio e Buena Vista (Goiânia) também vão passar por intervenções estruturais.

Além das reformas, outras melhorias estão sendo promovidas para oferecer mais conforto aos usuários e servidores do Vapt Vupt. Mais de 1,2 mil novos assentos estão sendo entregues nas unidades da Região Metropolitana e nos postos de atendimento localizados no interior e que passam por reformas. Foi realizada a troca de mais de 1,5 mil lâmpadas em 35 agências do programa e outras nove receberam aparelhos de ar condicionado novos. O Governo de Goiás investiu R$ 740 mil para proporcionar esses avanços.

Mudanças

Algumas unidades também ganharam novo local de atendimento, como Palmeiras de Goiás, Mozarlândia e a agência do Setor Garavelo, em Aparecida de Goiânia. Só com esta mudança em Aparecida, o Estado economizará R$ 400 mil por ano, com redução de aluguel e eliminação de gastos com segurança. Até o fim de 2021, cerca de 20 agências devem passar por reformas ou ganhar novos locais de atendimento, assegurando qualidade para os usuários do Vapt Vupt.

Secretaria da Administração – Governo de Goiás

Comentários do Facebook
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

ECONOMIA

NACIONAL

MAIS LIDAS DA SEMANA