Cidades

Caldas Novas libera eventos com 75% da capacidade de público

Publicado

em

Novo decreto autoriza eventos artísticos, esportivos e convenções. Público deverá comprovar vacinação ou teste negativo para a Covid-19

A prefeitura de Caldas Novas, destino cativo de turistas que amam as águas quentes da região, publicou novo decreto nesta segunda-feira (27/9) que autoriza a realização de eventos com até 75% da capacidade de público.

Conforme o documento, eventos de cunho artístico, esportivo, conferências, convenções e exposições de pequeno, médio e grande porte poderão ser realizados na cidade. O controle do limite de público será feito pelo Corpo de Bombeiros.

Para participar, no entanto, as pessoas, tanto do público, quanto da parte de organização, deverão comprovar vacinação ou apresentar teste negativo da Covid-19. A imunização contra a doença deverá ter sido completada em um prazo mínimo de 10 dias anteriores à data do evento.

A prefeitura escolheu a data desta segunda para anunciar a medida por ser o Dia Mundial do Turismo. Para o prefeito Kléber Marra (Republicano), a liberação vai garantir a retomada da economia local. Caldas Novas, além dos clubes e resorts que atraem turistas de todo o Brasil, sendo um dos principais destinos turísticos em Goiás, é conhecida ainda pelos eventos, festas e festivais sertanejos que sedia.

Em agosto deste ano, um evento teste na cidade chamou a atenção pela grande quantidade de pessoas e repercutiu na mídia. Cerca de 1 mil pessoas compareceram à festa, que contou com shows de duplas sertanejas e DJs.

O descumprimento das regras estabelecidas no decreto implicará em multa aos organizadores dos eventos, com valor definido de acordo com a legislação municipal.

Influência na vacinação

O prefeito de Caldas Novas acredita, ainda, que, com a exigência da vacinação para comparecer aos eventos, isso influenciará no aumento de pessoas vacinadas na cidade.

O município registrou 12.176 casos de Covid-19, sendo que 289 resultaram em morte. Existem na cidade 327 casos ativos da doença e, desse total, 317 pessoas cumprem isolamento domiciliar.

Só na sexta-feira (24/9) foram confirmados 17 novos casos de Covid na população local.

Comentários do Facebook

Cidades

Governador Ronaldo Caiado anuncia redução da alíquota do ICMS do etanol para 14,17%

Publicados

em

Medida começa a valer nesta sexta-feira (15/07) em consonância com aprovação de Proposta de Emenda Constitucional no Congresso Nacional. Esta é a segunda queda do imposto em menos de um mês

O Governo de Goiás anunciou nesta sexta-feira (15/07) redução para 14,17% a alíquota fixa do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) para as operações internas com etanol hidratado combustível – EHC.

A alíquota do ICMS sobre o etanol já havia caído de 25% para 17% desde 27 de junho deste ano, quando o governador Ronaldo Caiado anunciou o atendimento às diretrizes da Lei Complementar 194/2022 aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada pela presidência da República.

Agora, a nova redução atende o estabelecido em uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC), que altera a Constituição Federal ao criar um estado de emergência, o que permite ao governo federal a concessão de uma série de benefícios sociais, entre eles, a redução da alíquota do combustível, o que ajudará a manter a competitividade do etanol frente à gasolina.

“Considerado o disposto no art. 4º da Emenda Constitucional nº 123, de 14 de julho de 2022, que determina o diferencial competitivo dos biocombustíveis destinados ao consumo final em relação aos combustíveis fósseis, [a Secretaria de Estado da Economia] comunica que, a partir de 15 de julho de 2022, as operações internas com etanol hidratado combustível – EHC devem ser tributadas pelo ICMS à alíquota de 14,17%”, informa a nota assinada pela secretária de Economia, Cristiane Schmidt.

Primeira redução
O governador Ronaldo Caiado anunciou no final de junho a redução do ICMS para os combustíveis, energia elétrica e comunicação. A alíquota de ICMS da gasolina e do etanol caiu de 30% e 25%, respectivamente, para 17%. Já o diesel, cujo porcentual era de 16%, recuou para 14%. Com isso, o preço da gasolina ao consumidor final teve queda superior a R$ 1,50 por litro. Já o etanol, a redução estimada ficou em R$ 0,80 por litro.

Foto: Procon-GO / Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

Comentários do Facebook
Continue lendo

Cidades

Prefeita de Pires do Rio declara apoio à pré-candidatura do empresário Hugo Laticínio a deputado estadual

Publicados

em

Recém-chegada ao União Brasil, a prefeita de Pires do Rio, Maria Aparecida, declara apoio à pré-candidatura do empresário Hugo Laticínio a deputado estadual

O empresário Hugo Sérgio Batista, conhecido como Hugo Laticínio, recebeu o apoio da prefeita de Pires do Rio, Cida Tomazini (União Brasil), de vereadores e de lideranças municípios para a pré-candidatura a deputado estadual, durante reunião realizada no município, no último fim semana.

De acordo com o pré-candidato, Pires do Rio está há 28 anos sem representante na Assembleia Legislativa. “O último deputado foi o empresário Francisco Tomazini, que também declarou que caminhará junto conosco nas eleições 2022”, falou.

Em 2020, Hugo disputou as eleições para prefeito de Pires do Rio e obteve 5.325. “A união com o grupo político da prefeita Cida reforça ainda mais a possibilidade de termos um representante da região da Estrada de Ferro ocupando uma cadeira do Legislativo estadual”, destacou.

Comentários do Facebook
Continue lendo

Cidades

Justiça nega liminar e Área Azul continua suspensa em Caldas Novas

Publicados

em

O Poder Judiciário, através da Comarca de Caldas Novas, indeferiu o pedido de tutela antecipada e manteve a suspensão da cobrança da “Área Azul”, em decisão emitida nesta quinta-feira, 17.

O fim da cobrança foi determinado em decreto, publicado no dia 5 de janeiro de 2022, pela Prefeitura Municipal, após parecer da comissão de processo administrativo instaurado em agosto de 2021, que considerou a caducidade do contrato de concessão n° 098/2019, celebrado entre a empresa EPP Administração de Imóveis e Holding Ltda e o município de Caldas Novas.

O procurador-geral do Município, Rodrigo Ribeiro, afirma que o órgão recebeu com satisfação o indeferimento pelo Poder Judiciário, do Pedido de Tutela Antecipada pleiteada pela empresa que explorava a denominada “área azul”. “O trabalho que resultou na rescisão contratual foi realizado respeitando o Contraditório e a Ampla Defesa. A PGM parabeniza todos os servidores que conduziram os trabalhos e ao Prefeito Kleber Marra, que tratou o tema com toda a seriedade”, disse.

No documento, o juiz Bruno Leopoldo Borges destacou que os atos administrativos são dotados de presunção de veracidade e legitimidade. “Até prova em contrário, pelo que, a intervenção do Poder Judiciário nos atos realizados pela Administração Pública é medida excepcional, permitida apenas em casos de flagrante ilegalidade, sob pena de intromissão no mérito administrativo e afronta ao princípio da separação dos poderes”, informa a decisão.

Comentários do Facebook
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

ECONOMIA

NACIONAL

MAIS LIDAS DA SEMANA