https://gazetadoestado.com.br

Bancada de Goiás alinha propostas para eleições com prefeitos

Em videoconferência com prefeitos de Goiás na tarde desta segunda-feira (8) parlamentares do Estado ouviram propostas para as eleições municipais previstas para outubro e incertas em razão da pandemia do novo coronavírus. Participaram 10 deputados federais e 2 senadores. A iniciativa do debate foi da Associação Goiana de Municípios (AGM) e Federação Goiana de Municípios (FGM) com a participação da Confederação Nacional de Municípios (CNM)

Publicados

em


Em consenso, os gestores municipais defenderam junto à bancada a unificação do pleito para 2022 ou então a manutenção em outubro. O entendimento é de que adiar para novembro ou dezembro não diminuiria os riscos de saúde pública e causaria dificuldades para o encerramento das gestões. ?O que não podemos é ficar no escuro, sem saber o que vai acontecer. Isso precisa ser resolvido o mais rápido possível?, ponderou o presidente da AGM, Paulo Sérgio de Rezende. O presidente da FGM, José Cunha, também conduziu a reunião.

 

O presidente da CNM, Glademir Aroldi defendeu que não é possível oferecer igualdade de condições para os concorrentes em 2020. ?Estaremos colocando em risco a saúde da população brasileira, estudos científicos dizem que pode haver novas ondas dessa pandemia?, enfatizou, preocupado que o pleito se torne um fator para uma segunda onda de disseminação do vírus, que não atingiu o pico do Brasil. ?Quem defende as eleições agora está desconectado com a realidade do país. Mais de mil Municípios não possuem internet e em outros milhares o sinal é muito ruim?, alertou.08062020 presidente CNM aroldi 2

 

Segundo a líder da bancada de Goiás na Câmara, a deputada federal Flávia Moraes (PDT-GO), os pontos serão levados para avaliação de todos os parlamentares. O intuito é ter uma decisão por bancada. ?Um ponto que parece consenso é que precisa ser decidido logo. A outra questão unânime para os prefeitos é de não adiamento das eleições, que seria de levar para novembro ou dezembro. O que, no entanto, é uma corrente forte no Congresso?, listou. Quanto à unificação em 2022, com prorrogação dos atuais mandatos, a deputada explicou que dificilmente haverá encaminhamento de bancada, diante das divergências sobre o tema.

 

Alguns prefeitos expuseram ainda a falta de clima para um diálogo eleitoral com a população em um cenário de insegurança e de medidas difíceis que as gestões estão obrigadas a tomar. ?Não há nem condições psicológicas para um pleito. Estamos com transmissão comunitária e aumentando, e pessoas, como comerciantes e empresários, protestando na nossa porta por conta das atividades paralisadas?, contou a prefeita de Pires do Rio (GO), Cleide Veloso. O prefeito de Paranaiguara (GO), Adalberto Amorim, reforçou: ?Nós temos que pensar primeiro na saúde pública. É desumano ter o pleito?.

 

A chance de aumentar a abstenção é outro ponto de preocupação. Médica, a prefeita de Cachoeira Dourada (GO), Natália Camardelli, destacou que ainda levará certo tempo para a disponibilização de uma vacina. ?Me preocupa fazer o pleito neste ano, com essas condições. Lembro que a abstenção já é alta. No meu Município foi de 50% [no último pleito]?, disse.

 

Apesar de apontar um temor com a questão jurídica, o deputado Glaustin Fokus (PSC-GO) defendeu a unificação das eleições em 2022. ?Porque a gente não sabe o que vai acontecer daqui 30, 60 ou 90 dias?, justificou. Além disso, ele avaliou que os candidatos terão entraves para expor suas ideias e propostas.

 

Assessoria de Comunicação da AGM

Comentários do Facebook
Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Agência de Regulação assina o Termo de Compromisso de Gestão do Terminal Rodoviário de Almas

Com o termo, a prefeitura tem o direito de usar, administrar e explorar, inclusive comercialmente, o terminal, devendo zelar por seu funcionamento, conservação, manutenção e limpeza

Publicados

em

Por


O presidente da Agência Tocantinense de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (ATR), Edson Cabral; e o prefeito do município de Almas, Wagner Nepomuceno, assinaram nesta segunda-feira, 29, o Termo de Compromisso de Gestão do Terminal Rodoviário de Almas.

Com o termo, a prefeitura tem o direito de usar, administrar e explorar, inclusive comercialmente, o terminal, devendo zelar por seu funcionamento, conservação, manutenção e limpeza. Já à ATR compete a regulação, o controle e a fiscalização de todos os terminais rodoviários de passageiros e do cumprimento dos termos de cessão de uso.

Na assinatura, o presidente da ATR destacou a preocupação do Governo do Tocantins em relação à situação dos terminais. O gestor pontuou que a Agência vem buscando realizar um levantamento da situação das rodoviárias em todo o Estado, para buscar com os municípios, a garantia do pleno funcionamento destes locais. ?Como agência reguladora, é nossa preocupação, principalmente nesse período de pandemia, que os terminais possam estar bem conservados, garantindo ao usuário dos serviços um ambiente saudável e seguro?, disse.

Essa também foi a preocupação expressa pelo prefeito Wagner Nepomuceno, ao enfatizar que a assinatura permite a regularização da administração do Terminal, a reforma e que a limpeza das instalações e sanitários do terminal serão providenciadas, já nos próximos meses.

Além do prefeito, estiveram presentes no ato da assinatura do Termo, o gerente de Regulação, de Transportes e Terminais Rodoviários da ATR, Carlos Alberto; e o gerente Municipal de Convênios GMC da Prefeitura de Almas, Uhallas Divino.

 

Ravena Santiago/Governo do Tocantins

Comentários do Facebook
Continue lendo

Economia

Liberado o terceiro lote do segundo sorteio do Nota Legal de 2019

Pagamentos somam R$ 901,5 mil. Primeiro sorteio de 2020, que seria neste mês, foi adiado

Publicados

em

Por


Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

Quem foi contemplado no segundo sorteio do Nota Legal de 2019 e indicou a conta bancária para recebimento do prêmio no período de 11 de janeiro a 20 de março pode conferir o saldo nesta quarta-feira (27). O terceiro lote de pagamentos soma R$ 901,5 mil, referentes a 625 indicações.

O sorteio foi em 25 de novembro, com 842.143 inscritos no programa aptos a participar. Pelas regras, cada documento fiscal eletrônico com CPF registrado equivale a um bilhete, independentemente do valor. As notas do último sorteio foram emitidas de 1º de novembro de 2018 a 30 de abril de 2019. O maior prêmio, de R$ 500 mil, foi para uma compra de R$ 17,66 em uma padaria no Sudoeste.

O primeiro lote foi pago em fevereiro, para quem indicou os dados bancários até 10 de dezembro, e totalizou R$ 885,4 mil. O segundo pagamento ocorreu em março, para os que informaram a conta até 10 de janeiro, no valor integral de R$ 287,4 mil. Quem tiver feito a indicação da conta após 20 de março receberá quando for liberado o quarto lote (R$ 49,7 mil). O prazo para indicação da conta pelos contemplados se encerrou em 23 de maio.

Dos 12,6 mil bilhetes premiados, 7.312 não receberam indicação. Assim, R$ 876 mil retornarão à conta do Tesouro do Distrito Federal. É fundamental manter os dados cadastrais atualizados no site do programa, uma vez que os vencedores dos sorteios são informados por e-mail.

Sorteio de 2020 foi adiado

Os inscritos no Nota Legal têm duas oportunidades no ano de ser premiados. A primeira edição de 2020 do sorteio, que estava marcada para 27 de maio, foi adiada em razão da suspensão até julho da Loteria Federal. Os números do concurso da Caixa são utilizados no sorteio do Nota Legal. 

 

AGÊNCIA BRASÍLIA

Comentários do Facebook
Continue lendo

https://gazetadoestado.com.br

Agências do trabalhador oferecem 159 oportunidades de emprego

São ofertas de vagas com salários de até R$ 2,5 mil

Publicados

em

Por


Foto: Felipe Menezes

As agências do trabalhador estão com 159 vagas de emprego abertas para esta segunda-feira (29). Deste total, 44 oferecem remuneração acima de R$ 2 mil. A maior delas, no valor de R$ 2.500, mais benefícios, é para serralheiro (20) e para mecânico (2). Para as duas profissões, é necessário ter experiência profissional e ensino fundamental completo.

Outras três áreas estão com 20 vagas abertas cada: ajudante de serralheiro, remuneração de R$ 1.500; balconista, com salário de R$ 1.184; e soldador, que oferece R$ 2 mil mensais. À exceção de balconista, que exige nível médio, todas as outras pedem apenas o nível fundamental completo. Em todos os casos, é preciso ter experiência profissional.

As vagas para técnicos de enfermagem continuam abertas, 20 ao todo, sendo metade delas para aqueles que possuem experiência em terapia intensiva. O salário oferecido é, em média, R$ 1.400, mais benefícios. Ainda na área da saúde, duas vagas para biomédico, um com salário de R$ 1.800 e outra, de R$ 2.100. Nos dois casos, exige-se ensino superior completo.

Entre as vagas oferecidas há ainda  para auxiliar administrativo, auxiliar técnico de refrigeração, encanador, mecânico, motorista, tosador de animais domésticos, entre outros. A média salarial para estas vagas é de cerca de R$ 1.400, mais benefícios.

Os interessados em concorrer a uma das vagas devem atender às exigências para se candidatar. Apesar de 15 Agências do Trabalhador estarem abertas, a recomendação é que a população solicite atendimento remoto, pela Central Alô Trabalho (Telefone 158) e por meio da web, pelo APP do Sine Fácil, que para baixar gratuitamente, basta acessar a loja de aplicativos do seu celular. No momento, só há disponibilidade para aparelhos com sistema operacional Android. Acesse a Play Store e pesquise pelo aplicativo. Após concluir a instalação, clique no ícone do programa para iniciar o Sine Fácil.

 

Agência Brasília

Comentários do Facebook
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

ECONOMIA

NACIONAL

MAIS LIDAS DA SEMANA